Patrulha da Paz realiza viagem para Academia da Força Aérea

No total foram 98 alunos, incluindo os destaques do grupo de escotismo Padre Anchieta

da Prefeitura de Botucatu

Nos dias 20, 21 e 26 de novembro a Guarda Municipal realizou mais uma tradicional viagem do Programa Patrulha da Paz para a Academia da Força Aérea Brasileira, na cidade de Pirassununga-SP. As viagens ocorrem como uma das premiações do Programa aos dois melhores alunos de cada sala participante no projeto. No total foram 98 alunos, incluindo os destaques do grupo de escotismo Padre Anchieta.

Na visita, os estudantes tem a oportunidade de conhecer a vida de um Cadete da aeronáutica, desde a forma de ingresso até a conclusão do curso, que leva quatro anos. As crianças conhecem a disciplina na vida de um militar, o quanto de estudo é necessário para se tornar um piloto de avião, o zelo e o respeito aos superiores hierárquicos.

Toda a visita é acompanhada por um oficial da Força Aérea, que começa com um almoço junto com os Cadetes, seguindo para um auditório onde são passadas diversas informações e são tiradas dúvidas das crianças através de um bate papo. A visita segue para o Salão histórico, onde é contada de maneira lúdica a história da Aviação.

Em seguida passam pelo hangar do Esquadrão de Demonstração Aérea (Esquadrilha da Fumaça). Neste local, as crianças tem novamente a chance de conversar com um piloto. Depois eles vão até a Fazenda da Aeronáutica, onde conhecem diversos tipos de produtos alimentícios fabricados pelos militares encerrando o passeio nas aeronaves em exposição para fotografias.

A Parceria do Programa Patrulha da Paz com a Academia da força Aérea completou 5 anos e neste período cerca de 400 crianças passaram pela visitação proporcionada pela Guarda Municipal de Botucatu durante esse período.

Momento de Emoção durante a viagem 

Esta viagem foi especial para um aluno em especial. Jorge Henrique Ghiotto Nogueira, aluno do 5º ano da escola municipal Profº Francisco Guedelha, reencontrou um irmão, o soldado do Esquadrão de Demonstração Aérea Guiottho, que há dois anos não via.

“Um dos motivos que levou o pequeno Jorge, de 10 anos de idad, se esforçar e ter uma boa nota foi para conhecer o local de trabalho do irmão. Esse encontro se tornou possível através dos esforços das tenentes Jady e Anne, após o jovem soldado ter levado ao conhecimento das oficiais que o irmão realizava o programa Patrulha da Paz em Botucatu e haveria probabilidade de ele estar entre os alunos que se destacaram. Realmente foi um momento marcante nesses nove anos de patrulha que vou guardar na memória. Tenho a certeza que conseguimos marcar história na vida desses irmãos”, contou o guarda Nobrega, instrutor do Programa Patrulha da Paz.

Sobre Flavio Fogueral