Prefeitura firma parceria para oferecer cursos para pessoas com necessidades psicossociais

Cursos serão oferecidos, preferencialmente, para usuários do CAPS que forem indicados pela equipe de atendimento

da Prefeitura de Botucatu

Uma importante parceria entre a Prefeitura de Botucatu e o Centro de Atenção Integral à Saúde (CAIS) “Professor Cantídio de Moura Campos” oferecerá cursos de capacitação profissional a pessoas com necessidades psicossociais da Cidade. A iniciativa pioneira tem como objetivo inserir os pacientes do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) no mercado de trabalho.

Em reuniões no gabinete do Prefeito Mário Pardini, as representantes do CAIS, Paula Maria da Silva Giampaulo, terapeuta ocupacional, e Viviane Ribeiro Ciccone, diretora técnica de saúde, manifestaram a necessidade de inserir seus usuários no mercado.

“A maior dificuldade que as empresas colocaram para integrar estas pessoas em seus quadros de funcionários foi a falta de qualificação, por isso nós buscamos parcerias para oferecer cursos neste sentido. A intenção é que, a partir do próximo ano, estes pacientes atendidos pelo CAPS possam se capacitar por meio da Universidade do Trabalhador e Empreendedor”, explicou o Prefeito Mário Pardini.

Os cursos serão oferecidos, preferencialmente, para usuários do CAPS que forem indicados pela equipe de atendimento.

“Para a Prefeitura, em especial a Secretaria de Desenvolvimento, é importante conhecer a necessidade destas pessoas, para podermos traçar estratégias e ações para inserí-los no mercado. A partir da primeira reunião, nós procuramos o SENAI, nosso parceiro em outros cursos. O Coordenador Técnico Ricardo Miranda e o Coordenador Pedagógico Marcos Escareli já estão avaliando qual qualificação iremos oferecer a partir do ano que vem”, completou Daniel Lopes, Secretário Adjunto de Desenvolvimento.

“Todas as pessoas têm o direito de se inserir no mercado de trabalho e não será diferente aos com deficiência psicossocial. Com os cursos que serão oferecidos a eles, essas pessoas poderão ter uma condição de vida mais digna, o que é dever do Poder Público”, finalizou Junot de Lara Carvalho, Secretário de Desenvolvimento.