Maestro João Carlos Martins prestigia estreia de Orquestra Sinfônica da Unesp

1ª mostra musical do conjunto ocorreu domingo (8), com transmissão pela TV Unesp

da Assessoria

A Orquestra Filarmônica do Instituto de Biociências da Unesp Botucatu realizou no domingo passado (8), no Espaço IB Eventos, sua primeira mostra musical aberta à comunidade.

O evento, transmitido ao vivo pela TV Unesp, contou com um bom público, que pôde acompanhar a execução de músicas de compositores clássicos como Henry Purcell, Georges Bizet, Franz Schubert e James Pierpont.

Antes do início da apresentação foi exibida uma mensagem em vídeo gravada pelo conceituado maestro João Carlos Martins, que não economizou elogios ao projeto e contou um pouco de sua relação com a Cidade.

“Durante minha juventude passei sempre as férias em Botucatu. Meu padrinho era Dom Henrique Golland Trindade, arcebispo de Botucatu. E dei vários recitais para a compra dos sinos da Catedral no auditório do Colégio Santa Marcelina”, relembra.

O apoio de João Carlos Martins à Orquestra Filarmônica do IBB é emblemático. Além do vasto currículo, o maestro é o idealizador do “Orquestrando o Brasil”, projeto que busca divulgar e fortalecer centenas de conjuntos espalhados pelo País. Entre eles, a própria OFIBB, que agora também faz parte desta grande rede.

Missão da orquestra

O projeto iniciado em outubro deste ano conta com apoio da Fundibio (Fundação do Instituto de Biociências) e busca fortalecer os laços entre Universidade e comunidade. Além de contribuir ao desenvolvimento técnico-artístico dos músicos de Botucatu e região.

“Botucatu é uma das pouquíssimas cidades que tem três orquestras. Uma profissional, uma orquestra jovem e agora a orquestra filarmônica do Instituto de Biociências. Isso é extraordinário, motivo de orgulho”, afirma a maestrina Renata Cristina Ortiz de Villate.

“O prefixo ‘filo’ (do grego philos) da palavra ‘filarmônica’ significa ‘sentimento que dedicamos aos nossos amigos’, assim como ‘filantropia’. Assim, a OFIBB deve ser de todos nós”, enfatiza o Prof. Mário de Oliveira Neto, um dos coordenadores da iniciativa.

“É uma transformação que a Universidade está sofrendo. No sentido que cada vez mais essas atividades culturais vão ganhar espaço no nosso meio acadêmico. Esse não é um projeto para o IB, para a Unesp. É um projeto para a comunidade de Botucatu e região”, enfatiza o diretor do Instituto, Prof. Cesar Martins.

Sobre a OFIBB

Atualmente a Orquestra conta com 29 músicos voluntários, distribuídos em instrumentos de corda, sopro e percussão. Os ensaios ocorrem sempre às segunda-feiras, no Espaço IB Eventos, no campus de Rubião Júnior.

A participação na orquestra é gratuita e aberta a qualquer pessoa da comunidade (interna ou externa à Universidade). Para participar basta ter conhecimento teórico/prático, de nível básico ao avançado.

As inscrições para fazer parte da Orquestra Filarmônica do Instituto de Biociências são permanentes. Basta preencher um formulário eletrônico que pode ser encontrado na seção Fundibio, dentro no site do Instituto de Biociências [www.ibb.unesp.br]. À medida da necessidade, os currículos são analisados e os testes agendados.

Como apoiar?

Empresas e outros parceiros interessados em contribuir com o fortalecimento da Orquestra devem entrar em contato com a Fundibio pelo (14) 3880-0858 e 3880-0860. Ou preencher um cadastro on line.

Sobre Flavio Fogueral