Cuidados com a pele no verão

É muito importante que se evite a exposição solar excessiva

por Gabriela Roncada Haddad*

Durante o verão, naturalmente, aumentamos as atividades realizadas ao ar livre. Além disso, a radiação solar incide com mais intensidade sobre a Terra. Com isso temos um aumento do risco de queimaduras solares, câncer da pele , envelhecimento precoce, manchas na pele e outros problemas. 

É muito importante que se evite a exposição solar excessiva, principalmente nos horários em que o sol está mais forte, entre as 10 e as 16 horas. Além disso, é importante o uso de boné, chapéu e roupas de algodão nas atividades ao ar livre, pois eles bloqueiam parte da radiação. Atualmente, o mercado conta também com muitas opções de produtos de vestuário com proteção solar. Outro objeto que tem extrema importância são os óculos de sol, que previnem catarata e outras lesões nos olhos.

O verão é o momento de intensificar o uso de filtro solar, que deve ser aplicado diariamente.  Os produtos com fator de proteção solar (FPS) 30, ou superior, são recomendados para uso diário e também para a exposição mais longa ao sol (praia, piscina, pesca etc.). Devemos aplicar o produto 30 minutos antes da exposição solar, e em todas as partes de corpo expostas, incluindo mãos, orelhas, nuca e pés. Reaplicar a cada duas a três horas. Porém, esse tempo diminui se houver transpiração excessiva ou se entrar na água.

Em crianças, inicia-se o uso do filtro solar a partir dos seis meses de idade, utilizando um protetor adequado para essa faixa etária. 

As pessoas de pele negra têm uma proteção “natural”, pela maior quantidade de melanina produzida, mas não podem se esquecer da fotoproteção, pois também estão sujeitas a queimaduras e câncer da pele. 

As temperaturas mais quentes exigem hidratação redobrada, por dentro e por fora. Portanto, deve-se aumentar a ingestão de líquidos no verão e abusar da água, do suco de frutas e da água de coco. O ideal é a ingestão de 2 a 3 l de água por dia. Todos os dias, lembrar de aplicar hidratante após o banho.

A temperatura da água deve ser fria ou morna, para evitar o ressecamento. O cloro das piscinas e o sal do mar podem prejudicar  pele causando ressecamento. Para evitar isso, a recomendação é tomar duchas de água doce para eliminar parte do cloro ou do sal. 

A combinação sol, areia, praia, piscina e excesso de suor elevam o risco de algumas doenças da pele, como Micoses, Miliária (brotoejas), e até uma piora das lesões de Acne. As Micoses são infecções causadas por fungos e que podem ocorrer na pele, principalmente dos pés, virilha e unhas.  Quando encontram condições favoráveis ao seu crescimento, como calor e umidade, estes fungos se reproduzem e passam então a causar a doença. A melhor forma de evitá-las é manter hábitos de higiene, como secar-se bem após o banho, principalmente áreas de dobras da pele, entre os dedos dos pés e axilas. As Brotoejas são pequenas bolinhas que surgem, especialmente em bebês, devido ao contato da pele com o suor, principalmente nas dobrinhas. Usar roupas leves e soltas e evitar locais muito abafados é fundamental para evitá-las.

Gabriela Roncada Haddad é médica dermatologista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu