Unesp expulsa alunos por irregularidades em sistema de cotas

Dos 30 estudantes desligados neste início de 2020, 14 são de campi do Centro-Oeste Paulista

do G1

A Universidade Estadual Paulista (Unesp) expulsou 30 alunos cotistas de diferentes cursos após uma apuração interna que considerou as autodeclarações de negro e pardo desses estudantes como inválidas.

A portaria que informa o desligamento desses alunos foi divulgada em 30 de janeiro e publicada no Diário Oficial do Estado no dia seguinte.

Dos 30 estudantes desligados neste início de 2020, 14 são de campi do Centro-Oeste Paulista – Bauru, Marília e Botucatu. Todos os estudantes desligados nesta semana ingressaram na universidade em 2019.

Ao todo, com os desligamentos de 2018 e 2020, 57 alunos foram desligados da universidade após apurações da comissão. Em 2018, 27 estudantes foram expulsos da Unesp pelo mesmo motivo.