Estagiário de 17 anos da Prefeitura assume autoria de ataque virtual contra vereador Izaias Colino, de dentro da Prefeitura

Na sexta-feira, 13, Colino protocolou uma queixa no Cartório Eleitoral sobre o ocorrido

do Leia Notícias

Um dia após a reportagem sobre um ataque virtual contra o vereador Izaias Colino (PSDB), pré-candidato a Prefeito, de uma edição feita na enciclopédia digital Wikipédia, com a frase: “Ninguém gosta do Izaiais Colino #Pardini 2020 #melhorprefeito #foraizaias #oportunista”, o autor da postagem entrou em contato com a reportagem.

Assim como foi divulgado pelo Leia Notícias, o ataque virtual partiu, realmente, de dentro da Prefeitura. Um estagiário do Poder Público, de 17 anos, afirma ser o responsável pela edição, ataques ao vereador e elogios ao atual Prefeito, Mário Pardini. “Para esclarecimento sobre o artigo alterado na Wikipédia, na quarta-feira (11/03), propagando manifestação política contra o candidato a prefeito Izaías Colino, é de total responsabilidade minha, sem relação ALGUMA à Prefeitura ou, sequer, a alguém, seja funcionário ou político. Quando fiz tal coisa, não imaginava a proporção que iria se tomar, mediante às teorias que já foram criadas, colocando culpa em quem não tem nenhuma relação, resolvi esclarecer, assumindo tal ato, e, assim, também tirando um peso da minha consciência! O “ataque” foi feito ao político Izaías, e não à pessoa, pois já tive boa relação com o mesmo e nunca houve desrespeito entre ambos! Deixo claro que tentei entrar em contato com o Colino, porém o mesmo me bloqueou, persistindo de outra maneira fui bloqueado novamente. Pedi a ele que retirasse isso da Justiça, porque isso atingiria pessoas que não tem nada a ver com minha atitude. Mais uma vez reafirmo, o ato foi totalmente e isoladamente de minha autoria. Eu sei que sofrerei possíveis consequências, mas aprendi, desde cedo, que o bom caráter prevalece, não quero ficar com uma culpa sobre mim”, enviou o jovem de 17 anos ao Jornal Leia Notícias, que confirmou que a edição ocorreu durante seu horário de trabalho, dentro do prédio da Prefeitura.

Por ser menor de idade, ele não terá seu nome e o departamento que faz estágio, dentro da Prefeitura, identificados nesta reportagem.

Logo que tomou conhecimento do ataque virtual, o vereador Izaias Colino havia constatado, por meio de um aplicativo específico, que o IP da postagem era o mesmo atribuído ao da Prefeitura Municipal, pois, conforme a Wikipédia, o IP registrado como autor das modificações é 189.1.152.34. Pela descrição, a localização é em Pederneiras, sendo potencialmente relacionado a provedores de Internet. Atualmente, o prestador deste tipo de serviço a Prefeitura é a LP Net.

Questionada sobre o ataque, antes do jovem estagiário assumir a edição, a Prefeitura de Botucatu emitiu uma nota oficial e ressaltou que, em investigação preliminar, o departamento de Tecnologia da Informação (TI) “apurou que o IP registrado se trata de um tipo dinâmico, podendo ser compartilhado por vários clientes da empresa provedora de internet e que continuará aprofundando a investigação junto a empresa de internet, para concluir a responsabilidade do fato”. Por fim, “reitera ser uma instituição isenta e que não estimula seus funcionários a expressar qualquer posicionamento político em redes sociais e outros meios”.

Na sexta-feira, 13, o vereador Izaias Colino protocolou uma queixa no Cartório Eleitoral sobre o ocorrido.

Leia mais:

Edição feita na Wikipédia ataca Izaias Colino. Vereador atribui origem em rede da Prefeitura