Caio Induscar também dispensará funcionários do trabalho devido ao coronavírus

Empresa salienta que alguns setores manterão suas atividades normais em sistema de home-office

por Flávio Fogueral

Uma das maiores empregadoras de Botucatu, o Grupo Caio Induscar afastará todos os colaboradores de suas unidades instaladas tanto no município quanto em Barra Bonita. A medida é uma tentativa de evitar um possível contágio de Covid-19, doença originada por coronavírus.

A medida deverá afetar os mais de 5 mil funcionários do grupo, incluindo as empresas do grupo como Fiber Bus, TecGlass, Busscar, GR3 e a própria Caio Induscar, instalada em Botucatu, São Paulo e Barra Bonita.

Segundo nota enviada pela empresa, todos os colaboradores já estarão afastados de suas funções a partir de amanhã, 24 de março. Isso se dará pela antecipação dos feriados de 21 de abril, 1º de maio, 9 de julho e 7 de setembro. A ação é o cumprimento da Medida Provisória 97/2020 editada pelo Governo Federal.

No entanto, a empresa salienta que alguns setores manterão suas atividades normais em sistema de home-office. O grupo ressalta ainda que estará em negociação com o sindicato da categoria para definição de outras medidas de isolamento social.

Confira a nota emitida pela empresa:

“Além das ações já realizadas no Grupo Caio Induscar, a fim de reduzirmos o risco de disseminação do Coronavírus, será adotada outra medida para a manutenção da saúde e bem-estar de todos os nossos colaboradores, auxiliando a sociedade nessa luta.

De acordo com a Medida Provisória 927/2020, do Governo Federal, adiantaremos os feriados de 21 de abril, 01 de maio, 09 de julho e 07 de setembro. Dessa forma, todos os colaboradores do Grupo Caio serão afastados de suas atividades a partir de amanhã, 24 de março de 2020, devendo permanecer em casa, em isolamento social.

Alguns setores que possuem atividades especiais, receberão orientações para continuarem em atividade, em casa (home office).

Nessa semana, a direção da Caio está em negociações com o Sindicato, para a definição de outras medidas de isolamento”