Sem evento, casas populares serão entregues no Porto Said

O novo conjunto habitacional possui imóveis com 200 m² de terreno e 45 m² construídos

da Prefeitura de Botucatu

Na próxima segunda-feira, 30, a Prefeitura de Botucatu e a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo, CDHU, realizarão a entrega administrativa das 50 unidades habitacionais populares do Porto Said.

O novo conjunto habitacional possui imóveis com 200 m² de terreno e 45 m² construídos, contendo sala, banheiro, cozinha e dois quartos, que serão direcionados aos pescadores do balneário.

“Depois de muitos anos, dezenas de famílias de pescadores do Porto Said, enfim terão um lugar seguro para morar. De casas feitas de folha de lixa e tábuas, eles passarão para lares de alvenaria, com todo conforto e dignidade”, afirma o Prefeito Mário Pardini.

A Secretaria Municipal de Assistência Social, que já desenvolve um trabalho com os moradores da Vila dos Pescadores, continuará promovendo ações que facilitem a transição e adaptação dos moradores a nova realidade.

Por conta da necessidade de se evitar aglomerações, prevenindo o contágio da Covid-19, causada pelo novo coronavírus, não haverá cerimônia de entrega.

“Cada família pagará parcelas que giram em torno de R$ 150,00, e terão muito mais qualidade de vida. Essas casas atendem a antiga demanda dos pescadores do Porto Said. No caso de algum mutuário abandonar a sua residência, a mesma será redirecionada pelo CDHU a outra família”, explicou José Carlos Broto, Secretário Municipal de Habitação e Urbanismo.

As 50 unidades habitacionais do Porto Said fazem parte de um Termo de Ajustamento de Conduta referente ao ano de 2014.