Sem suspender cobrança, pedágios terão esquema especial de prevenção à Covid-19

Medida de Governo paulista suspendeu por 90 dias a pesagem dos caminhões nas rodovias estaduais

da Artesp

As 20 concessionárias de rodovias paulistas estão adotando medidas preventivas nas praças de pedágio, principalmente no que diz respeito ao contato com os usuários e proteção de seus colaboradores nesse momento de crise do coronavírus. Após a adoção de ações para ampliar a desinfecção nas praças de pedágio e a intensificação do uso de álcool gel pelas equipes que manuseiam dinheiro, a ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) autorizou, agora, a distribuição gratuita pelas concessionárias de etiquetas eletrônicas (tags) para que o pagamento seja feito nas cabines automáticas, medida que irá ampliar a proteção dos usuários que estão mais expostos neste momento, os caminhoneiros.

Antes mesmo da crise do coronavírus, 55% dos pagamentos de pedágio nas rodovias paulistas já eram feitos nas cabines automáticas o que elimina o contato entre os usuários e os operadores de pedágio. As tags serão entregues em um kit junto com álcool gel e folheto informativo. Serão distribuídos pelas concessionárias 170 mil folhetos informativos. A instalação do equipamento deve ser feita pelo usuário em local seguro, fora da área da praça de pedágio, em locais como postos de serviço, por exemplo. As próprias concessionárias estão em contato com as operadoras de pagamento de pedágio automático para disponibilização dos tags gratuitamente, e disponibilizarão as etiquetas eletrônicas de acordo com a quantidade cedida por essas empresas.

Nas rodovias sob concessão, a tarifa de pedágio é o que garante tanto a conservação das pistas quanto os atendimentos de socorro médico e mecânico. E, mesmo com o atual cenário de queda de tráfego nas rodovias, os contratos de concessão determinam que toda a prestação de serviço seja mantida sem redução dos elevados índices de qualidade estipulados em edital.

Além disso, uma medida de Governo no Estado de São Paulo, suspendeu por 90 dias a pesagem dos caminhões nas rodovias estaduais. A decisão agiliza a circulação de produtos e protege os profissionais evitando o contato direto entre motoristas e funcionários que operam as balanças.

OUTRA MEDIDAS. Todas as concessionárias estão empenhadas tanto na disseminação de informações quanto na implantação de medidas junto aos usuários e às equipes de atendimento. Algumas estão ampliando ainda mais o atendimento aos caminhoneiros como é o caso da Arteris ViaPaulista que firmou parceria com 62 postos de serviços para oferecer banho gratuito nesse período de crise. Já as concessionárias CCR Autoban e CCR Viaoeste implantaram pontos fixos de seus programas “Estrada para a Saúde” nas Rodovias dos Bandeirantes e Castello Branco onde é feito o acompanhamento contínuo e gratuito das condições de saúde desses profissionais.