Botucatu: paciente curado de Covid-19 teve transmissão comunitária

O homem de 28 anos, morador de Botucatu, que não teve o nome revelado, não se enquadrava no grupo de risco

Da Redação

Segundo o médico infectologista do Hospital das Clínicas de Botucatu, Dr. Alexandre Naime Barbosa, o jovem de 28 anos, divulgado nesta sexta-feira, 03, como primeiro paciente curado de Covid-19 no HCFMB, ficou 4 dias internados na unidade hospital, que é referência pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para o tratamento da doença respiratória aguda causada por coronavirus.

O homem de 28 anos, morador de Botucatu, que não teve o nome revelado, não se enquadrava no grupo de risco pela idade e sem comorbidades. A contaminação, segundo o médico, teria ocorrido no próprio município, já que está configurada a chamada “transmissão comunitária”.

O homem deu entrada no hospital na segunda-feira, 30 de março, com quadro grave de insuficiência respiratória, precisando receber cuidados intensivos da equipe médica. Passou por testes que apontaram a presença do vírus SARS-Cov2, causador da Covid-19. Os exames foram realizados pelo Hemocentro do HC, unidade credenciada pelo governo paulista para esta finalidade.

A partir da quarta-feira, 1º de abril, ele apresentou melhora clínica, sendo que os sintomas desapareceram. Análises médicas constataram não haver mais a presença da Covid-19. A alta ocorreu na tarde de hoje, quando se completou 14 dias do aparecimento dos primeiros sintomas.

Segundo Barbosa, o paciente ficará em sua residência, recebendo monitoramento contínuo das equipes de saúde. Sua família estará também sob monitoramento para averiguar a presença ou não de algum sinal da doença.

Até o início da tarde desta sexta-feira, 3 de abril, os hospitais de Botucatu tem 9 casos positivos da doença. São 7 de Botucatu e 2 da região.