Prefeito determina ação das Forças de Segurança contra aglomeração de pessoas

PM quanto a GCM percorrerão áreas que tenham concentração de pessoas para a orientação do isolamento social

por Flávio Fogueral

Mesmo com as medidas de restrição ao funcionamento de atividades consideradas não essenciais e o pedido do Poder Público para que haja o isolamento social como forma de prevenção a Covid-19, muitos botucatuenses descumprem as recomendações. Nos últimos dias foram constatadas diversas situações que se constata a aglomeração de pessoas, principalmente em festas e nas portas de agências bancárias.

Reunião na manhã desta terça-feira, 7 de abril, entre Prefeitura de Botucatu, representantes da área da saúde e com as Polícias Civil, Militar e a Guarda Civil, além de alguns empresários, definiu novas medidas de ação para evitar a disseminação da Covid-19 no município. Lembrando que na madrugada de hoje um caso de óbito foi confirmado pelo município.

Pelo acordado, tanto a Polícia Militar quanto a Guarda Civil Municipal percorrerão bancos, lotéricas, mercados e outras áreas que tenham concentração de pessoas para a orientação do isolamento social. Último levantamento realizado pela Prefeitura aponta que 46% dos botucatuenses têm respeito esta medida preventiva.

A Vigilância Sanitária também percorrerá a Cidade junto com as Forças de Segurança para possíveis autuações em caso de descumprimento das medidas. Segundo decreto expedido em 23 de março, lojas e serviços considerados não essenciais que não estiverem fechados ao público podem ter a cassação do alvará.

“Após nos ajudarem com excelência nos bloqueios nas entradas da Cidade, as forças de segurança de Botucatu vão para uma nova missão: atuar nas ruas contra aglomerações de pessoas. Também conversamos com responsáveis por estes estabelecimentos para que cumpram com o seu papel de cidadania e nos ajudem a evitar aglomerações, mantendo as medidas de proteção a funcionários e população”, frisou o prefeito Mário Pardini.