Você sabe usar o álcool em gel?

O álcool em gel quando aplicado adequadamente, elimina os microrganismos que estão nas mãos

por Patrícia Shimabuku*

Para intensificar as formas de prevenção contra o novo coronavírus, o álcool em gel passou a ser indispensável nas atividades cotidianas. Mas, será que você está utilizando o álcool em gel da maneira correta?

Higienizar as mãos com álcool em gel 70% tem por finalidade reduzir a carga microbiana das mãos, no entanto, a quantidade aplicada deverá ser suficiente para as mãos e punhos e a fricção duração de aproximadamente 30 segundos. 

Dicas para aplicação do álcool em gel nas mãos:

  1. Remover anéis, pulseiras e relógio (higienizá-los separadamente com produtos adequados);
  2. Aplicar na palma da mão quantidade suficiente do produto para cobrir todas as superfícies da mão. A quantidade ideal é equivalente a uma moeda de um real;
  3. Friccionar as palmas das mãos entre si; 
  4. Friccionar a palma da mão direita contra o dorso da mão esquerda entrelaçando os dedos e vice-versa; 
  5. Friccionar a palma das mãos entre si com os dedos entrelaçados; 
  6. Friccionar o dorso dos dedos de uma mão com a palma da mão oposta, segurando os dedos e vice-versa; 
  7. Friccionar o polegar direito, com o auxílio da palma da mão esquerda, utilizando-se movimento circular e vice-versa; 
  8. Friccionar as polpas digitais e unhas da mão esquerda contra a palma da mão direita, fazendo movimento circular e vice-versa; 
  9. Friccionar os punhos com movimentos circulares;
  10. É preciso esperar que a pele absorva o produto antes de tocar em algo.

Outras informações importantes:

O álcool em gel quando aplicado adequadamente, elimina os microrganismos que estão nas mãos, mas não as protege de novas contaminações.

O álcool gel não pode ser ingerido porque é altamente tóxico. No entanto, não é prejudicial se uma criança, por exemplo, levar a mão à boca após aplicar o produto.

O ideal é comprar em farmácias e supermercados, ou estabelecimentos similares, que respondem pela garantia do produto, evitando adquiri-lo no mercado informal. Não compre produtos sem rótulo na embalagem especificando a concentração alcoólica. 

Pessoas com pele sensível deverão intercalar o uso do álcool em gel com a lavagem comum (com água e sabão), para evitar problemas como ressecamento e alergias.

*Patricia Shimabuku é farmacêutica industrial, professora e ativista socioambiental. Para ler todos os artigos da colunista, acesse aqui.