Hospital das Clínicas determina volta de funcionários dos setores administrativos

Servidores devem retomar aos trabalhos presenciais a partir de quarta-feira, 22 de abril

por Flávio Fogueral

Uma das principais linhas de frente no combate ao novo coronavírus (Covid-19), o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) determinou nesta sexta-feira, 17 de abril, a suspensão das atividades a distância e revezamento de seus funcionários (teletrabalho). A medida vale para funcionários da Secretaria de Estado da Saúde, Unesp e da Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar (Famesp) alocados na unidade.

A superintendência da unidade, por meio de comunicado interno ressaltou que tais servidores devem retomar aos trabalhos presenciais a partir de quarta-feira, 22 de abril. A exceção são gestantes.

Segundo a assessoria de imprensa do HCFMB, cada setor tomará as medidas de distanciamento entre os funcionários, bem como limitações de contato e o fornecimento de máscaras e álcool gel. Reforçou que a área administrativa da unidade é ampla, o que evita aglomeração de pessoas.

Em 2 de abril o hospital também determinou o retorno ao trabalho de servidores acima de 60 anos nas áreas de assistência. No entanto, estas pessoas que integram o grupo de risco para contágio da Covid-19, atendem em setores isolados dos que foram designados para o atendimento à doença.

Confira o comunicado:

Leia mais:

Hospital das Clínicas determina volta ao trabalho de funcionários a partir de 60 anos