Isolamento social varia 5% no fim de semana em Botucatu

Até a segunda-feira, 22 de junho, Botucatu registrou 519 casos confirmados de covid-19

Por Flávio Fogueral

Considerado uma das medidas para se evitar a disseminação da covid-19, doença aguda causada pelo novo coronavírus, o isolamento social teve variação de 5% em Botucatu nos índices obtidos entre 19 e 21 de junho. Mesmo assim, figura como um dos mais baixos em todo o estado, segundo o Sistema de Monitoramento Inteligente (SMI). A oscilação chega a ser superior a sete mil pessoas.

Na sexta-feira, 19 de junho, o índice foi de 39%, considerado o 95º entre 104 municípios monitorados. Isso representou que 56.400 botucatuenses respeitaram algum tipo de quarentena, tendo por base 146 mil habitantes conforme projeção do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A média estadual foi de 45%.

No sábado, porém, o isolamento social teve desempenho maior, registrando 41% em Botucatu. Pelo cálculo populacional, 59.800 botucatuenses respeitaram a quarentena- aumento de 3.600 pessoas em comparação com o registrado no dia anterior. Foi o 93º município entre os monitorados. Já a média estadual foi de 47%.

O maior isolamento registrado ocorreu no domingo, 21 de junho. Naquela oportunidade, a taxa chegou a 44%, representando 66.400 botucatuenses em casa. Mesmo com o crescimento, o município ficou abaixo da média estadual, que teve registro de 52%.

Os constantes desempenhos abaixo da média estadual foi um dos motivos que fez com que a região de Botucatu fosse rebaixada no Plano São Paulo e tenha que adotar novas medidas restritivas, conforme previsto na Fase 3 (laranja), onde há maior rigidez no comércio e determinação de fechamento de bares, restaurantes, lanchonetes e academia, por exemplo.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o índice ideal para se evitar o contágio da covid-19 seria de 70%. Já o governo estadual recomenda que este valor seja igual ou superior a 50%. O isolamento social também é fator preponderante para a classificação no Plano São Paulo, que consiste na flexibilização das atividades econômicas.

Estes indicadores são medidos pelo governo paulista em 104 cidades acima de 70 mil habitantes, por meio da análise de mobilidade dos telefones celulares. As informações são aglutinadas e anonimizadas sem desrespeitar a privacidade de cada usuário. Os dados de georreferenciamento servem para aprimorar as medidas de isolamento social para enfrentamento ao coronavírus.

Até a segunda-feira, 22 de junho, Botucatu registrou 508 casos confirmados de covid-19 desde o início da pandemia, sendo que 148 moradores positivos da doença estão em isolamento doméstico. Ocorreram treze mortes e 342 recuperados.