Botucatuense lança livro que aborda ficção científica e universo LGBTQIA+

A obra literária começou ser escrita quando o autor tinha 17 anos

Da Redação

Nascido e crescido em Botucatu, o escritor Leonardo M. teve a oportunidade de lançar seu primeiro livro após ter se destacado entre os três finalistas de um concurso anual do Grupo Editorial Coerência. Apesar de ter escrito a história ainda adolescente, foi somente em 2020 que ele conseguiu publicar “Titanium”, uma distopia que levanta reflexões sobre o futuro.

A obra literária começou ser escrita quando o autor tinha 17 anos, e no mesmo ano ele teve a chance de trabalhar em uma rede multinacional de fast food. O relacionamento dele com a empresa é de muito orgulho, inclusive demonstra por meio desse lançamento que qualquer pessoa, independente da profissão, é capaz de alcançar suas metas.

“Titanium” é uma distopia que se propõe a levantar reflexões sobre um futuro sem humanização e união. Na história, os personagens vivem em uma sociedade unificada, mas são controlados pelo sistema de organização social, na qual acredita que um dos fracassos das gerações passadas foram causadas pelas distrações proporcionadas pelos sentimentos. Mediante essa realidade, os seres humanos ganham um capacete que impedem o compartilhamento de emoções.

O personagem principal é um homem gay, e Leonardo M. aproveita a orientação sexual do protagonista para levantar representatividade e inclusão à comunidade LGBTQIA+ e, além disso, promove discussões sobre seguir um sistema social ou se degustar dos sentimentos que crescem dento de si.

Por consequência da COVID-19, o autor acabou sendo desligado do McDonald’s após trabalhar 10 anos para a multinacional. Em entrevista, ele afirmou que atualmente está se dedicando aos projetos literários, lendo mais do que antes e estudando a possibilidade de iniciar um canal no YouTube.

Em “Titanium”, somos levados para Nova Era, uma sociedade controlada por especialistas que gerenciam pilares da vida, os setores responsáveis por garantir a sobrevivência da humanidade. Porém, o sistema corre risco quando Troian, novo chefe de um dos pilares, conhece uma pessoa que coloca seus dilemas em jogo, provocando sentimentos e dúvida fatais. O livro foi lançado em 2020.

Leonardo M cresceu entre gibis da Turma da Mônica, o que contribuiu para que se tornasse um leitor ávido de romances e fantasias

Sobre o autor 

Leonardo M. nasceu em 1992 e cresceu entre gibis da Turma da Mônica, o que certamente contribuiu para que se tornasse um leitor ávido de romances e fantasias logo na adolescência. Descobriu sua paixão pelo ofício da escrita cedo, quando na escola considerava a redação sua atividade favorita. Um sonhador assumido, não vive sem cinema e Netflix , e foi ao assistir uma de suas séries prediletas, aos dezessete anos, que teve a ideia para Titanium, seu romance de estreia no meio literário. Atualmente, mora no interior de São Paulo com a mãe, dividindo seu tempo entre o mundo real e o fictício.

Titanium

Na chamada Nova Era, a humanidade é controlada por um novo sistema, no qual especialistas gerenciam os pilares da vida, setores responsáveis por garantir a sobrevivência da espécie. Por meio da tecnologia considerada essencial para a manutenção do controle de indivíduos, capacetes são capazes de esconder aquilo que é considerado o fator de fracasso das gerações passadas: as emoções e laços afetivos. Entretanto, Troian, novo chefe de um dos pilares, conhece alguém que o faz desafiar seus dilemas, despertando emoções que o colocam diante de uma dúvida fatal: continuar sendo parte do sistema ou desafiá-lo, deixando suas emoções prevalecerem?

Autor: Leonardo M.
Ano: 2020
Gênero: Distopia
Páginas: 300
Idioma: Português
Preço: R$35,00