Botucatu: metalúrgico teve o carro baleado pelos criminosos durante o ataque a bancos, mas conseguiu fugir

Os criminosos fizeram sinal para ele parar, mas ele acabou acelerando o carro

Do Leia Notícias

Um metalúrgico de Botucatu, de 41 anos, passou um dos momentos mais tensos de todo o ataque da quadrilha de criminosos, fortemente armada, na noite da última quarta-feira, 29 de julho. Por volta das 23h30, Wagner Augusto estava na Rua Amando de Barros, no Centro de Botucatu, quando foi surpreendido por um grupo de criminosos, armados, na frente do Banco do Brasil.

Os criminosos fizeram sinal para ele parar, mas ele acabou acelerando o carro. Neste momento, seu veículo, um VW Gol, foi baleado pelos assaltantes.

No quarteirão seguinte, em frente da Padaria do Bosque, havia um carro fechando a Rua Amando, desta forma Wagner virou na Rua Marechal Deodoro, abaixado dentro do seu veículo, ligou para sua irmã pedindo socorro, e cruzou as ruas Curuzu e Rangel Pestana, e teve que parar o carro, porque o pneu havia sido atingido.

Augusto contou que foi nesta sexta-feira, 31, buscar seu veículo e pode ver o estrago feito pelos criminosos e a sorte que teve por sobreviver ao ataque.