MEC divulga lista dos selecionados na segunda chamada do Prouni

Para esse semestre, serão ofertadas 167.780 bolsas em 1.061 instituições particulares

Da Agência Educa Mais Brasil

A consulta dos selecionados na segunda chamada para o Programa Universidade para Todos (Prouni) será liberada nesta terça (4), pelo Ministério da Educação (MEC). Para esse semestre, serão ofertadas 167.780 bolsas em 1.061 instituições particulares de ensino superior, segundo o MEC.

O Prouni oferece bolsas de estudo parciais, que cobrem a metade do valor da mensalidade, e integrais para cursos de graduação e de formação continuada em universidades particulares. Os nomes dos estudantes selecionados serão divulgados no site do Prouni e nas instituições de ensino participantes do programa. Os selecionados deverão comprovar as informações enviadas até a próxima terça (11).

Para concorrer a uma das bolsas de estudo pelo Prouni, o candidato é avaliado conforme a nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e a avaliação da renda familiar.

Podem se candidatar no processo seletivo do Prouni os estudantes que não tiverem diploma de graduação; tenham cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou cursado o ensino médio completo em instituição privada na condição de bolsista; tenham feito o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada na condição de bolsista integral; quem tiver algum tipo de deficiência e professores que atuam da rede pública de ensino.

Caso o estudante não seja selecionado na segunda chamada, ainda poderá aguardar a lista de espera do Prouni 2020.2. Para isso, deve acessar o site do Prouni e manifestar interesse em integrar a lista entre os dias 18 e 20 de agosto. O resultado está previsto para o dia 24 de agosto.

Para os estudantes que não forem selecionados no Prouni, em nenhuma das suas fases, ainda há outra oportunidade de estudar com bolsa de estudo. Por meio do Educa Mais Brasil não é necessário apresentar notas do Enem e nem comprovar renda familiar. Basta acessar o site do programa, consultar as bolsas disponíveis para os cursos na sua região de interesse e se inscrever gratuitamente para conseguir o benefício.