Hospital das Clínicas de Botucatu lança programa interno de rastreamento da COVID-19

Objetivo do programa é aumentar a segurança de pacientes e servidores

Da Redação

Uma medida preventiva inédita, com o intuito de enfrentar a epidemia do COVID-19 de modo ainda mais eficaz, foi lançada hoje no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) o Programa de Controle da COVID-19.

O objetivo do programa é aumentar a segurança de pacientes e servidores que estão dentro do Complexo HCFMB, permitindo a rápida identificação e isolamento dos possíveis infectados com o novo coronavírus, para que o impacto da pandemia seja reduzido ao máximo no âmbito hospitalar. 

Este modelo de prevenção é baseado em estudos científicos que priorizam dois pilares essenciais no controle da pandemia: a declaração de sintomas do COVID-19 e p rastreamento para detecção de possíveis infectados em assintomáticos.

A declaração de sintomas foi elaborada a partir do Protocolo de Testagem da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (SES), e é composta por um questionário, onde o servidor se declara sintomático ou assintomático ao iniciar sua jornada de trabalho presencial diariamente. Os resultados são avaliados por médicos do HC que identificarão os possíveis infectados, encaminhando-os para avaliação especializada.

Já o rastreamento será feito em amostras de saliva de até 15 pessoas, que formarão um “pool”. Esse conjunto de amostras unificadas será processado pelo Laboratório de Biologia Molecular do HCFMB, através do exame PCR-RT, e um resultado negativo indicará que nenhum dos indivíduos desse conjunto estava contaminado. Se a análise apontar um resultado positivo, significa que, pelo menos, uma das pessoas pode estar infectada. Sendo assim, as 15 amostras de saliva serão reprocessadas individualmente, para que a pessoa possivelmente contaminada com a COVID-19 possa ser identificada, avaliada e realizada a coleta do swab por PCR-RT, que é o método diagnóstico da doença.

Objetivo do programa é aumentar a segurança de pacientes e servidores que estão dentro do Complexo HCFMB

Avaliação dos servidores

Os servidores do Complexo HCFMB serão submetidos à declaração dos sintomas realizada diariamente ao iniciarem sua jornada, podendo acessá-lo junto ao sistema MV ou no aplicativo HC em casa. Além disso, estará disponível o rastreamento em pool de saliva, que será realizada por setor, conforme cronograma semanal, que informará os pontos de coleta e as áreas que devem comparecer nas datas, locais e horário programados. A participação é voluntária e a periodicidade será quinzenal para áreas COVID e mensal para áreas não COVID e administrativas. Essa periodicidade será reduzida para semanal em áreas COVID e quinzenal em áreas não COVID após cinco semanas do início do programa. 

Avaliação dos pacientes

Pacientes com cirurgias eletivas agendadas no HCFMB serão testados previamente em amostras colhidas antes ou durante a internação e processadas no Laboratório de Biologia Molecular do HCFMB. Os resultados serão enviados ao município, que deverão tomar as devidas condutas em casos de resultados positivos. Após o resultado, o HC ligará para os pacientes confirmando ou cancelando a cirurgia. 

Já os pacientes que chegam ao HCFMB pelas unidades não eletivas (PSR, SARAD, Maternidade do HCFMB e do HEBo), bem como acompanhantes cuja permanência é autorizada junto ao paciente, já estão sendo rastreados para COVID-19 pela coleta de saliva e análise em pools. Casos positivos são imediatamente isolados e a coleta de swab orofaríngeo para diagnóstico é realizada.

Programa de Controle destaca o Hospital no combate a pandemia

Dra. Erika Ortolan explica que o Programa de Controle da COVID-19 no HCFMB tem a participação de uma equipe multiprofissional, focada na prevenção e proteção dos pacientes e servidores do HCFMB, além de seus familiares. “Este método de rastreamento permite aumento da capacidade de testes do laboratório, redução dos custos e do tempo de entrega do resultado, permitindo o isolamento imediato se necessário, evitando novas contaminações. Trata-se de uma medida de segurança pública, que minimiza os riscos de infecção por COVID-19 no Complexo HCFMB, além de destacar o Hospital em mais uma ação não só preventiva, mas de humanização”, explica.

Para o Superintendente do HCFMB, Dr. André Balbi, o lançamento do Programa é essencial na luta do HCFMB contra a COVID-19. “Mais uma vez, não medimos esforços para a execução deste projeto, que implantamos e custeamos integralmente. Este programa é mais uma ação do trabalho incansável da nossa assistência, reconhecida pelo Estado de São Paulo como referência no tratamento da COVID-19 e que se destaca cada vez mais neste trabalho de contenção da epidemia. Agradeço mais uma vez pelo comprometimento de todos em mais um projeto de valorização da vida dentro do HC”, finaliza.