Botucatu terá mutirão de vacinação contra a Pólio neste sábado, 17

Todas as Unidades de Saúde do Município estarão  abertas para vacinação das 8 às 17h

Da Redação

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e a Campanha  Nacional de Multivacinação para Atualização da Caderneta de Vacinação das  crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade terá seu “Dia D” neste  sábado, 17 de outubro. Todas as Unidades de Saúde do Município estarão  abertas para vacinação das 8 às 17h. 

Os postos de vacinação seguirão às diretrizes sobre distanciamento social,  considerando a capacidade do sistema de saúde em realizar de forma efetiva  uma campanha de vacinação em massa segura e com qualidade, no contexto  da pandemia em curso. 

As ações têm como objetivos reduzir o risco de reintrodução do poliovírus no  país, oportunizar o acesso às vacinas, atualizar a situação vacinal, aumentar as  coberturas vacinais e homogeneidade, diminuir a incidência das doenças  imunopreveníveis e contribuir para o controle, eliminação ou erradicação  dessas doenças. 

O objetivo da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite é vacinar  as crianças de um ano a menor de cinco anos de idade. Em Botucatu, 6.609  crianças de 1 a 4 anos 11 meses 29 dias deverão ser vacinadas  indiscriminadamente com a Vacina Oral Poliomielite (VOP – “gotinha”), desde  que já tenham recebido as três doses de Vacina Inativada Poliomielite (VIP) do  esquema básico. 

Já a Campanha de Multivacinação para Atualização da Caderneta de  Vacinação da Criança e do Adolescente é uma estratégia que tem a finalidade  de atualizar a situação vacinal de crianças e adolescentes menores de 15 anos  de idade (14 anos, 11 meses e 29 dias), de acordo com as indicações do  Calendário Nacional de Vacinação. 

O grupo alvo desta atualização vacinal é a população não vacinada ou com  esquemas incompletos, menores de 15 anos de idade (14 anos, 11 meses e 29  dias) de acordo com o Calendário. Estima-se que em Botucatu existam 21.769  adolescentes menores de 15 anos.  

Precauções gerais  

Em doenças febris agudas, moderadas ou graves, recomenda-se adiar a  vacinação até a resolução do quadro com o intuito de não se atribuir à vacina  as manifestações da doença (diarreias graves e vômitos intensos, adiar a  vacinação até a resolução do quadro). 

Contra indicações

São consideradas contraindicações gerais para qualquer vacina: anafilaxia  (alergia grave) a qualquer um dos componentes de uma vacina ou após uma  dose anterior da mesma; imunodepressão e gravidez.