Mulher é morta e enterrada em pasto na região do Santa Eliza

Vítima estava desaparecida desde o final de semana 

Por Flávio Fogueral

O corpo de uma mulher já em estado de decomposição foi encontrado enterrado em uma cova rasa no Jardim Santa Eliza, na noite de segunda-feira, 27 de outubro. Trata-se de Cleuza Neres Conceição, de 62 anos, que estava desaparecida desde o final de semana.

Seu corpo estava em uma área de pasto conhecida como “Raia do Santa Eliza”, na Avenida Valdemar Vizotto, a 200 metros da porteira que dá acesso ao espaço, e foi encontrado por populares e familiares após denúncia anônima. Segundo informações da polícia, um cobertor estava em cima de um monte de terra e, após o uso de ferramentas, foi possível ver os membros inferiores da mulher. Vítima era moradora de Rubião Júnior.

Conforme relatado pela polícia, a filha da vítima ressaltou que a mesma foi vista pela última vez na companhia do padrasto, o qual disse ser usuário de entorpecentes. Em diligência, a polícia localizou o homem, que alegou não ver a esposa desde o final de semana. No entanto, sua declaração foi considerada conflitante por apresentar versões diferentes de seu filho, que também é investigado.

No entanto, testemunhas alegaram terem visto o homem junto da vítima ainda no sábado a tarde, em um bar da região. Por isso, o homem e o filho foram detidos e encaminhados a polícia, onde prestaram depoimento. Segundo  o delegado seccional Lourenço Talamonte, ambos acabaram liberados, por não ter relação com o crime.

Cleuza será sepultada nesta terça-feira, 27 de outubro, no Cemitério Jardim. Não haverá velório. Deixa dois filhos.

Sobre Flavio Fogueral