Botucatu: serviços puxam saldo positivo na geração de empregos em outubro

Botucatu possui 36.179 postos formais de trabalho

Por Flávio Fogueral

Botucatu voltou a apresentar saldo positivo na geração de empregos em outubro, influenciada pelo setor de serviços, aponta o Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados (Caged), ferramenta oficial do Ministério da Economia. Foram, ao todo, 1338 contratações e 1006 demissões, resultando em 332 novas vagas.

Acumulado no ano é de saldo de 43 postos positivos, resultantes de 12.164 contratações e 12.121 demissões. Segundo o Ministério da Economia, Botucatu possui 36.179 postos formais de trabalho.

Desempenho obtido nos últimos trinta dias vem a recuperar o saldo obtido em setembro, quando ocorreu o fechamento formal de 228 vagas de trabalho no município. Devido à pandemia de covid-19, o ritmo econômico botucatuense sofreu desaceleração, provocando cinco meses de retração: março (-678), abril (-547), junho (-168) e setembro (-228). No entanto, os períodos onde as contratações superam as demissões já são prevalentes no ano. As altas ocorreram em janeiro (199), fevereiro (351), maio (234), julho (221) e agosto (327).

Dos cinco segmentos econômicos, quatro mostraram fôlego nas contratações. O setor de serviços foi o que teve melhor desempenho no reaquecimento da economia local, com saldo de 184 novas vagas, resultantes das contratações de 608 trabalhadores e demissões de 424. Este segmento é responsável por empregar 14.509 trabalhadores na Cidade.

Na sequência aparece o comércio, com saldo de 97 postos, após 379 admissões e 282 demissões, concentrando mais de 8 mil trabalhadores. A indústria também apresentou desempenho positivo, ao ter saldo de 57 postos, resultantes de 136 contratações e 79 desligamentos. Este setor emprega 9.823 botucatuenses. Em menor escala aprece construção civil, com a criação de 22 vagas formais, dentre 83 contratações e 61 demissões, tendo 1.219 profissionais no município.

Em contrapartida, o setor agropecuário foi o que teve retração na geração de empregos, com a extinção de 28 vagas, onde os desligamentos (160) superaram as admissões (132). São 2.828 trabalhadores nas empresas do segmento em Botucatu.

Por gênero, outubro representou que mais contratações ocorreram para homens (797) que mulheres (541). Já por faixa etária, pessoas de 18 a 24 anos tiveram mais oportunidades (393), seguidas por de 30 a 39 anos (380), 25 a 29 anos (233), 40 a 49 anos (190), até 17 anos (79) e de 50 a 64 anos (62). Em grau de instrução, Botucatu possibilitou a contratação de mais pessoas com ensino médio completo (951), fundamental incompleto (101), superior completo (94), fundamental completo (84), médio incompleto (77) e superior incompleto (29).

As demissões, nos últimos trinta dias, foram mais prevalentes em homens (619) que em mulheres (387). Ocorreram mais desligamentos em botucatuenses de 18 a 24 anos (301), de 30 a 39 anos (280), 25 a 29 anos (187), 40 a 49 anos (153), 50 a 64 anos (42) e até 17 anos (40). Em nível educacional, pessoas com ensino médio (630) foram as mais demitidas, tendo na sequência as com ensino fundamental incompleto (122), médio incompleto (79), fundamental completo (73), superior completo (72) e superior incompleto (29).