Táxis em Botucatu têm autorização para operar Bandeira 2 durante o mês de dezembro

A permissão se aplica somente a taxistas cadastrados no município

Da Redação com informações do IPEM-SP

Resolução publicada no Semanário Oficial de Botucatu, de 3 de dezembro, permite que taxistas possam estabelecer a cobrança de Bandeira 2 durante suas corridas. Medida é válida de 1º a 30 de dezembro e vem a atender o Decreto nº 4.765 de 14 de agosto de 1991.

A permissão se aplica somente a taxistas cadastrados no município. A Bandeira 2 é cobrança diferenciada, entre as 20h e 6h do dia seguinte, e também aos domingos e feriados. Esta modalidade de preço também se aplica durante o mês de dezembro, conforme decreto municipal.

Dicas sobre o uso deste modelo de transporte:

1 – Quem determina a tarifa são as prefeituras. Algumas delas, como a da cidade de São Paulo, autorizam tarifas de táxis diferenciados, como as categorias luxo e especial, que são mais altas do que as dos táxis comuns.

2 – O taxímetro deve ser ligado na presença do cliente. O primeiro valor que aparece se refere à bandeirada (valor fixado no início da corrida, independente de qualquer movimento do veículo. Em seguida, passa a marcar o valor correspondente à quilometragem percorrida e o tempo parado no trânsito durante o trajeto).

3 – Verifique a bandeira no taxímetro. Dependendo dos dias e horários estabelecidos pelas prefeituras, tomando por exemplo a cidade de São Paulo, ela pode ser a de número 1 ou 2. A bandeira 1 é cobrada entre 6h e 20h, e a bandeira 2, entre as 20h e 6h do dia seguinte, e também aos domingos e feriados, ou durante o mês de dezembro, conforme decreto municipal.

4 – Pegue apenas o táxi de sua cidade, de acordo com a referência contida na placa do veículo. Também não aceite corridas com valores “combinados” em municípios onde são utilizados taxímetros. Você poderá pagar a mais pelo serviço.

5 – Observe a existência do lacre no taxímetro. Ele é a garantia de que o aparelho não foi adulterado. Instrumentos sem lacre ou com o lacre rompido podem estar cobrando valores errados.