Criação de novas empresas em Botucatu volta a apresentar crescimento no ano

Saldo no acumulado ainda é positivo, em 1.789 empresas, já que o total de encerramentos foi de 838

Por Flávio Fogueral

Após registrar retração por causa da pandemia de covid-19, a abertura de empresas voltou a apresentar números significativos em Botucatu, conforme consta em levantamento realizado pelo Ministério da Economia. De janeiro a novembro ocorreu a criação de 2.627  novos empreendimentos nos mais diversos segmentos econômicos.

O saldo no acumulado ainda é positivo, em 1.789 empresas, já que o total de encerramentos foi de 838. Desde setembro o ritmo de registros de novas empresas mantêm-se estável. Novembro foi o segundo melhor mês com 304 solicitações de registros, sendo superado apenas por outubro, que teve 307 e sendo acima de setembro, com 303.

Especificamente em novembro, por atividade econômica, foram 289 microempresas abertas, além de oito de pequeno porte e quatro de outros portes. O predomínio é pela criação de empreendimentos no comércio varejista de vestuário e calçados (24); promoção de vendas (16), obras de alvenarias (15), cabeleireiros, manicures e pedicures (12) e fornecimento para alimentos em domicílio (10). Quanto a natureza jurídica, prevaleceu Empresário Individual (266) quanto a Sociedade Limitada (30) e EIRELI (5).

Estes números demonstram expressiva recuperação provocada pela crise do novo coronavírus, bem como de outros fatores. Nos meses abril e maio, respectivamente os meses de impacto inicial das medidas de restrição da atividade econômica, foram criadas 118 e 136 novas empresas em Botucatu, respectivamente. Antes, os meses de janeiro (286), fevereiro (200) e  março (253) demonstraram desempenho acima do encontrado nos períodos de quarentena.

Já durante a flexibilização do Plano SP e a retomada gradual das atividades econômicas, Botucatu teve a abertura de 238 empresas em junho, 242 em julho e outras 240 no mês de agosto.

O desempenho acumulado neste ano (descontando dezembro), ainda é inferior ao registrado em 2019, quando ocorreu a abertura de 3.198 empresas. Mesmo assim, é superior ao apresentado em 2018 (2.653), 2017 (2.487), 2016 (2.301) e 2015 (1.976). Atualmente o município concentra 18.551 empreendimentos.

Encerramento de empresas é o menor dos últimos cinco anos

No acumulado do ano são 838 empreendimentos que fecharam as portas em Botucatu, com destaque para os meses de janeiro (109), fevereiro (94), março (99), novembro (80), outubro (79), julho (77) e setembro (76). Nos demais, foram registradas a extinção de 67 empresas em agosto, 62 em junho, 48 em maio e 47 em abril.

O desempenho de fechamento de empreendimentos em Botucatu (sem contabilizar dezembro), é o menor dos últimos cinco anos. O período com maior retração foi em 2018, com acumulado de 2.229 pedidos de encerramento das atividades. Nos demais, foram 1493 em 2019, seguido por 1150 em 2015, 1088 em 2017 e 876 fechamentos em 2016.