Projeto em Botucatu abre inscrições para oficinas gratuitas e on-line de cinema

Inscrições on-line para a Etapa 1 podem ser realizadas até 30 de maio

Da Redação

Direcionadas a jovens de 13 a 18 anos de Botucatu, além de interessados de outras cidades, as oficinas virtuais acontecerão entre junho e agosto. Inscrições on-line para a Etapa 1 (Roteiro, Produção e Direção de Arte) podem ser realizadas até 30 de maio.

 Em tempos de pandemia, o bordão “Luz, câmera, ação”, tão apreciado no set cinematográfico, pode ser substituído por “Celular, câmera e conexão”. Tudo a ver, já que as oficinas gratuitas de cinema do Projeto Curta Jovem SP serão totalmente virtuais. Quem pode participar? Adolescentes de Botucatu (SP), entre 13 e 18 anos, além de jovens e adultos de outras cidades. As vagas são limitadas e as inscrições para a Etapa 1 (Roteiro, Produção e Direção de Arte) ficam abertas até 30 de maio por meio do site www.projetocurtajovem.blogspot.com.

Aprovado pelo ProAC ICMS (Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo), com patrocínio da Duratex, o Projeto Curta Jovem SP será realizado pela Educom.Arte – Projetos e Serviços Ltda., com  produção de Kora Prince, Beto Limberger e Mariana Atauri, também educadores das oficinas, e apoio do Instituto Ideia Coletiva.

“Trata-se de um projeto de iniciação artística, que proporciona aos jovens o conhecimento de uma importante ferramenta para analisar e retratar a realidade em que vivem: o cinema. Para além disso, as aulas apresentam instrumentos para que eles intensifiquem o olhar crítico sobre os produtos audiovisuais que consomem”, destaca Beto Limberger, educador e produtor executivo.

Com encontros semanais de 2 horas de duração, realizados de forma síncrona pela plataforma Google Meet, as oficinas permitirão aos jovens participantes conhecerem, tanto na teoria quanto na prática, todas as etapas que envolvem a produção de um filme. E melhor de tudo: com profissionais especialistas em cada uma das áreas. Não à toa, a fim de facilitar o aprendizado, optou-se por dividi-las em três momentos: Etapa 1 (Roteiro, Produção e Direção de Arte), Etapa 2 (Direção de Fotografia, Atuação e Direção Geral, Captação de Som e Trilha Sonora) e Etapa 3 (Edição e Divulgação).

Ao final das oito oficinas, como destaca Mariana Atauri, educadora e produtora executiva, “todos os conteúdos aprendidos serão colocados em prática por meio da gravação de um filme de curta-metragem, com até 15 minutos de duração, totalmente concebido pelos jovens. A gravação será realizada pela equipe do projeto com alguns atores convidados, podendo ter a participação dos jovens, desde que todos sigam os protocolos sanitários exigidos no combate à pandemia”.

Exibição

A exibição do filme será realizada no formato virtual, com a publicação da produção no site e nas redes sociais do projeto. Soma-se a ela a produção de um making of, com depoimentos de parceiros locais, participantes e agradecimentos da equipe. “Como atividade de encerramento, haverá ainda uma mostra com filmes selecionados por curadores, com foco no público jovem, e também uma palestra-encontro em formato virtual com diretores, produtores e educadores na área do cinema,”, destaca Mariana.

Este é um conteúdo exclusivo do Notícias! Para obter permissão de cópia, favor contatar a redação pelo n.botucatu@gmail.com